Afinal, o gerenciamento de segurança endpoint a partir da Nuvem é fácil

Seguinte

Implementando o gerenciamento baseado na Nuvem para o toolkit dos provedores de serviços gerenciados (MSP) com o ESET PROTECT Cloud

Por Michal Jankech, Diretor do segmento ESET MSP

Podemos dizer que na segurança que sempre haverão desafios novos e inesperados enfrentados pelos provedores de serviços gerenciados (MSPs). Alguns desafios vêm do fato de ter diversos clientes que exigem que sua empresa acomode suas necessidades de segurança mais amplas. Outros desafios vêm de mudanças na tecnologia, economia, regulamentação ou segurança e cenários de ameaças que podem trazer seus efeitos direto para a mesa de sua equipe MSP - seja esperado ou não.

A sabedoria do setor faz com que os MSPs tenham que enfrentar os desafios por meio de uma abordagem de práticas recomendadas - geralmente construída a partir das experiências compartilhadas de outros. Falando sobre um dos desafios atuais, como gerenciar uma força de trabalho remota com segurança, por exemplo, a Forrester oferece o conselho: “As organizações devem se concentrar em oferecer suporte à combinação certa de recursos existentes de segurança e gerenciamento com investimentos táticos onde for necessário para proteger os dispositivos da empresa enquanto desvalorizam os dispositivos próprios.”*

Para colocar esse conselho em foco, vamos considerar o cenário de ameaças em 2020.

Uma verdadeira variedade de ameaças e soluções

O malware em 2020 que manteve os MSPs ocupados protegendo seus clientes incluía e-mails maliciosos, botnets, exploits de dia zero, backdoors e ransomware. O agora infame malware SUNBURST, por exemplo, até forjou novas entradas nas matrizes MITER ATT&CK® Enterprise e Cloud para cobrir seu uso exclusivo de técnicas e subtécnicas para se infiltrar nas organizações. Os MSPs precisam entender o comportamento do malware e ter as ferramentas para pesquisar, identificar e bloqueá-lo. Quanto mais madura for a equipe MSP, maior será o valor que pode ser derivado do rastreamento público da ameaça e do uso de caça a ameaças e ferramentas de segurança. Mas tudo isso tem sua base em proteção e gerenciamento de endpoint sólidos. O ESET oferece um amplo espectro, ou mesmo, digamos, uma combinação certa de soluções de segurança e gerenciamento que ajudam os MSPs a fazer seu trabalho de forma mais rápida e otimizada - o que chamamos de ESET PROTECT.

Ferramentas úteis que os MSPs podem usar para proteger seus clientes

Projetado com flexibilidade em mente, o ESET PROTECT vem como uma solução local, geralmente para clientes que desejam dados e controle sobre o provisionamento mais perto da empresa, ou como uma solução em nuvem, especialmente útil para ambientes de trabalho remotos ou clientes que apenas precisam teste a nova abordagem sem o custo inicial de configuração de hardware dedicado. Da nuvem, você pode implantar sua primeira solução de segurança de endpoint em poucos minutos e, devido à flexibilidade do licenciamento MSP da ESET, você pode sair a qualquer momento.

A peça fundamental do ESET PROTECT é fornecer uma solução de gerenciamento e segurança de endpoint que, para MSPs, pode resolver imediatamente vários pontos problemáticos de gerenciamento. ESET PROTECT:

  • Integra-se aos ecossistemas existentes de gerenciamento, faturamento e provisionamento de MSPs e é fácil de configurar;
  • Automatiza o licenciamento e fluxos de trabalho comuns para a integração de novos clientes;
  • Permite que até mesmo clientes individuais tenham direitos de acesso específicos para que eles possam fazer login no console do ESET PROTECT e ver seus próprios dispositivos e informações relacionadas;
  • Fornece suporte multi-tenant no console ESET PROTECT, permitindo que os funcionários vejam apenas os clientes pelos quais são responsáveis;
  • Oferece recursos personalizáveis ​​para notificações, relatórios e painéis.

Claro, o ESET PROTECT também fornece MSPs com um conjunto completo de ferramentas para casos de uso avançados, incluindo criptografia de disco completo, detecção de aprendizado de máquina baseada em nuvem, opções de implantação alternativas por meio de objetos de política de grupo ou SCCM da Microsoft e inventário de hardware. Para alguns MSPs, essa funcionalidade adicionada pode até permitir que eles substituam suas ferramentas atuais de monitoramento e gerenciamento remoto (RMM).

De volta à Forrester. Precisamos de investimentos táticos que possam enfrentar o inesperado - essa foi a lição de 2020. É tático gerenciar clientes a partir da nuvem quando "mexer" nas máquinas no local atualmente se torna difícil. Além disso, é taticamente sensato implantar soluções de segurança adicionais, como criptografia de disco e tecnologias de aprendizado de máquina baseadas em nuvem que protejam melhor seus funcionários que trabalham remotamente. Essa realidade adiciona peso à necessidade de um controle mais refinado de escalabilidade na nuvem e é o que o ESET PROTECT oferece para MSPs.

Você pode dar uma olhada no programa MSP da ESET clicando aqui.

*Technology Best Practices to Protect Your Homeworkers’ Endpoints – Limit Homeworker Risks with The Right Endpoint Security and Management, Forrester Research, Inc., 9 de Julho, 2020.