Como a ESET ajuda empresas a se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

Seguinte

O avanço da tecnologia e da internet trouxe diversos benefícios para a sociedade, auxiliando em processos e aprimorando nossas tarefas diárias. Assim como cada processo, eles devem ser regularizados para que se estabeleça uma ordem e tenha um certo controle exercido sobre eles. Já que praticamente tudo que fazemos hoje em dia é por meio do uso da tecnologia, são necessárias leis nesse segmento também, visando acompanhar a evolução do mundo digital.

Para as empresas, isso também se aplica. Muitas delas criam normas e políticas operacionais que devem ser seguidas para um bom funcionamento dos processos corporativos. Mas existem outras leis que visam a segurança e proteção das informações que organizações de todos os tamanhos devem seguir.

Desse modo, ano passado – mais precisamente no mês de maio – foi criada a Lei Geral de Proteção de Dados na Europa (conhecida como GDPR por suas siglas em inglês), com o objetivo de garantir a integridade, confidencialidade e disponibilidade dos dados pessoais de usuários. Essa norma foi criada devido a grandes vazamentos de dados que haviam acontecido durante os últimos anos, fazendo com que seja necessária uma certa regulamentação sobre o modo como as empresas lidam e administram as informações que armazenam. Isso impactou no mundo todo, já que as empresas multinacionais tiveram de se adaptar também a essa lei proposta. Não demorou muito para que esse assunto também fosse colocado em pauta no Brasil, com a Lei Geral de Proteção de Dados.

Primeiramente, é muito importante ter um conhecimento prévio sobre essa norma e como ela afeta na administração dos dados pessoais. A maiorias das empresas carece de ajuda de especialistas e daqueles que possuem o conhecimento para orientar e auxiliar na adequação dessa lei. A proteção de dados é um assunto sério, que deve ser tratado de forma integral e controlada. Caso uma empresa não se encaixe nos requisitos da lei, pode sofrer consequências tanto monetárias como de prestígio da marca, já que mostra que tal organização não possui a capacidade de lidar com os dados pessoais da forma correta – e mais importante, da forma mais segura possível.

Sendo assim, decidimos criar a campanha de proteção de dados pessoais da ESET. A partir dela você pode conferir quais são as leis que vigoram em cada país, como cumprir com os requisitos propostos e adequar sua empresa a essa norma, além de conhecer quais soluções de segurança da ESET são úteis para essa lei. Nosso objetivo é ajudar empresas a se informar sobre como esse regulamento funciona e a partir disso, oferecer excelentes produtos para a adequação das organizações quanto à proteção de dados pessoais de usuários e clientes.

Veja nossa campanha completa clicando aqui!

Créditos da imagem: mohamed_hassan @ pixabay